quarta-feira, 17 de março de 2010

Monster

Gente, estou lendo um mangá. Isso é muito inédito para mim, o máximo que já consegui foram algumas edições de Samurai X e dois números de Pet Shop of Horrors. O problema não foi falta de recomendação ou oportunidades, foi mais um preconceito mesmo. Eu tentei ler algumas séries na época em que frequentava o mundo otaku, mas hoje percebo que não acompanhei nenhuma mais por não ter escolhido as séries certas do que pelo fato de ser mangá.

Confesso que a falta de cores e algumas simbologias (como gotas, SDs, olhinhos brilhando) me incomodam, assim como a arte de algumas hqs como Asilo Arkhan também, e isso tira a minha atenção da história. Mas Monster é diferente, permanece sem cores e com onomatopéias japonesas, mas não é daqueles clássicos mangás com os quais estamos mais acostumados. A Anne, minha amiguinha otaku, me explicou que Monster é um mangá para homens jovens, e por isso tem essa estética. Acho que meu gosto nerd pode ser classificado por homem jovem mesmo.

Bom, mas agora o mais importante, a história. Na Alemanha dividida dos anos 80, um neurologista japonês enfrenta um dilema: salvar o paciente que chegou primeiro, um menino de dez anos baleado na cabeça, ou o prefeito da cidade. A decisão dele muda não só a própria vida como a de muitas pessoas. A trama é um suspense que não procura culpado ou motivo, ela apenas é um jogo de gato e rato entre o protagonista, Dr. Tenma, e o suposto mandante e executor de diversos crimes contra casais de meia idade no país.

Os personagens são muito cativantes, inclusive os que não estão no time do bem. Cada capítulo uma nova peça do quebra-cabeças é colocada, deixando a história cada vez mais complexa e instigante. É impossível parar de ler. Cada vez que um mistério é revelado, surgem mais três para serem descobertos. Eu, que costumo ser daquelas pessoas que reconhece o assassino no começo do filme, estou me surpreendendo a cada volume de Monster. E é bem tranquilo de acompanhar a lógica da história.

Finalmente encontrei um mangá para mim e espero achar outros. Ainda não terminei de ler a série, se o final for muito bizarro eu comento aqui. Recomendo muito.



Top 5 filmes com reviravoltas surpreendentes:
1. Traídos Pelo Desejo
2. O Grande Truque
3. Watchmen
4. O Império Contra-Ataca
5.  Se Beber Não Case

2 comentários:

Bruno Sapo disse...

Vi no outro tópico aqui embaixo uma referencia a Constantine. E sei que vc adora HQ.

O que vc achou do final do filme que ele boiolou com aquele chicletinho de nicotina!? UhIUAEHIUAEHIAEUH

Nada a ver com a HQ nem com o jeito Constantine de ser!

PS: esse Monster parece ser bem bacana!

=****

Bruno Sapo disse...

ah ! obrigado pelas energias dietéticas positivas! heheheh!

=***